DEUS TEM NETOS?



A ordem natural da vida é a multiplicação das espécies e, no caso do homem, a geração de descendentes. Desta forma somos organizados em famílias e todas as famílias têm pais, filhos, avós, tios, primos e agregados. Com Deus não é assim.

Antes de receberem o Espírito Santo, os discípulos de Jesus eram chamados por Ele de “amigos”, isso porque, nenhum deles havia se convertido de verdade ainda. Eles conheciam Jesus, andavam com Ele, foram testemunhas oculares dos milagres que Ele fez, ouviram Sua Palavra, mas somente no dia de Pentecostes sua conversão se consolidou. Veja o que está escrito: Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.” (João 15:15).

Tem muita gente boa que continua em estado bruto em termos espirituais e até são “amigos” de Jesus, admiram o Evangelho, gostam de ouvir falar em Jesus, frequentam a igreja, mas ainda não O reconheceram como único Salvador e continuam vida afora como meros “amigos” de Jesus, “coadjuvantes” da cena da salvação, quando todos nós temos que ser os “protagonistas” de nossa própria aliança com Deus.

Outros são filhos de pais que são servos de Deus, que já passaram da condição de “amigos”, para a maravilhosa adoção de filhos. Estas pessoas gozam de alguns privilégios espirituais, inclusive de Sua proteção, porque são filhos da aliança de Deus com seus pais e, de alguma forma, se consideram uma espécie de “netos” de Deus. Mito. Deus não tem netos, só filhos.

A falsa ideia de que a pessoa não precisa de um encontro pessoal com Jesus, porque seus pais são cristãos, tem feito estragos incalculáveis na vida espiritual de muita gente. O negócio é o seguinte, só existe um Salvador, que é Jesus, o Filho de Deus. Quando a gente reconhece Jesus como Salvador, somos adotados por Deus como filhos, porque passamos a ser a descendência espiritual de Seu Filho, leia: Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome.” (João 1:12).

Ninguém nasce filho de Deus, isso é um tremendo engano. Todos nós nascemos criaturas de Deus e só quando reconhecemos Jesus como Salvador, passamos a ser filhos de Deus por adoção, não é uma condição natural, biológica, é uma adoção. Veja o que está escrito: Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.(Romanos 8:15).

Está tudo muito bem explicadinho na Bíblia, veja: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.” (Gálatas 4:4-6).

Deus não nos trata como servos, porque Jesus nos elevou à condição de filhos de Deus, leia: Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo. (Gálatas 4:7). Através de Jesus deixamos de ser “amigos”, servos e somos adotados como filhos de Deus. Note que a palavra “neto” nem é mencionada na Bíblia.


Assim, fica esclarecido que ninguém pode ser “neto” de Deus e nem pode pegar uma “carona” na salvação dos pais, ou avós. Jacó era filho de Isaque, neto de Abraão, mas precisou passar por uma experiência pessoal com Deus para firmar sua própria aliança com Ele. Cada um de nós é único diante do Senhor e precisa estabelecer sua própria aliança com Ele. 

Compartilhe isso:

CONVERSA

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentario