A missão de cuidar do rebanho do Senhor é de todos nós.



Quem tem animais sabe dos cuidados que cada um requer, mesmo os domésticos precisam de atenção e cuidados especiais de acordo com sua raça. Criar um cachorrinho, por exemplo, é diferente de criar um porquinho da índia, ou um gato. Também os rebanhos exigem manejos diferentes. O gado se tange, ou “toca”, mas a ovelha se apascenta, mas afinal, o que é apascentar?

Apascentar é levar para o pasto, alimentar, pastorear, proteger. A diferença entre gado e ovelha é que o gado é independente, ele não precisa de muitos cuidados, já a ovelha é míope (em média tem 7,5 graus de miopia), só enxerga o perigo quando já está próxima demais dele. Não é à toa que Jesus nos chama de ovelhas.

Depois de ressuscitar Jesus ainda passou quarenta dias na terra e certa vez se manifestou a um grupo de sete discípulos junto ao Mar de Tiberíades. Pedro resolveu pescar e foi acompanhado pelos outros discípulos, mas nada conseguiram pescar durante a noite toda. Pela manhã Jesus apareceu na beira da praia e não foi reconhecido pelos discípulos, então Ele perguntou se tinham alguma coisa para comer e eles disseram que não.

Jesus repetiu o milagre da pesca maravilhosa e mandou que Seus discípulos lançassem a rede do lado direito do barco e, como da outra vez, a rede ficou lotada de peixes. Jesus foi reconhecido pelo milagre, aliás, os discípulos de Emaús reconheceram Jesus pelo partir do pão. Gestos e milagres identificavam o Filho de Deus e é assim até os dias de hoje.

Depois de ser reconhecido Jesus convidou os discípulos para comer e havia na praia uma fogueira com um peixe e pão aguardando os convidados para a refeição. Jesus sempre prepara uma bela mesa espiritual para cada um de Seus amados.

Durante a conversa com os discípulos Jesus perguntou três vezes a Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? (João 21:15). Por três vezes Pedro disse que amava o Senhor e até se entristeceu, porque entendeu que Jesus duvidava de seu amor por Ele, mas não se tratava de desconfiança, mas de restauração. Por três vezes Pedro negou Jesus na noite em que Ele foi traído e preso pelo Império Romano, então a pergunta repetida por três vezes visava apenas restabelecer, restaurar, reconciliar Pedro com o Senhor.

O interessante é que das três vezes que Jesus perguntou se Pedro o amava e depois de sua resposta, Jesus completou: Apascenta as minhas ovelhas.” (João 21:16). Era o início de um novo tempo para a Igreja do Senhor. Pedro já havia sido perdoado por seu pecado, restaurado e agora era tempo de cuidar de Seu rebanho, de apascentar Suas ovelhas e cordeiros. Cordeiro é filhote de ovelha.

A missão de Pedro não é diferente da nossa: cuidar do rebanho do Grande Pastor. Como assim? Esta missão é dos pastores, evangelistas, presbíteros, missionários, não tem nada a ver comigo. Negativo. Quem disse isso pra você? Você já viu (ao menos em imagem na net) um rebanho de gado pastando? Ele se espalha no campo na base do “cada um por si”, mas o rebanho de ovelhas pasta todo agarradinho, todo mundo juntinho e sabe por quê? Para proteção. Elas não são muito boas de vista, então pastam na base da “união faz a força” e é assim que caminha a Igreja de Jesus.


A missão de cuidar do rebanho do Senhor é de todos nós. Somos responsáveis uns pelos outros e cada um com seu ministério e dom, contribui para o crescimento do rebanho. Você é um missionário do Senhor onde quer que vá, com quem conversar, onde trabalhar. O que Jesus espera de nós é que apascente o Seu rebanho, que cuidemos uns dos outros, bem na base da “união faz a força”. Não dá para se eximir desta responsabilidade, então “mãos à obra”, não há tempo a perder.

Compartilhe isso:

CONVERSA

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentario